About Dennis Araya - Fotógrafo - Bodas - Wedding - Photography - Costa Rica - Brasília - Playas Costa Rica - Praias Brasil

Dennis Araya

Who am I?

Made in Costa Rica l Hablamos Español l We Speak English l Falamos Português
My way of telling your story! Why photograph a wedding? Images tell stories, and each story is unique. Being your photographer doesn't just make me register your wedding, but my secret is to tell your story, the way it is: with every tear and smile that makes it real. For the most important thing is that when you see your photos, you can return to the past and feel yourself giving yourself over to the future again, rereading the story you wrote through each photograph. More than you remember, I want you to feel everything again: the same heartbeats, the same love to beat them, and all that anxiety that passes only when you say: "Yes, I accept!"

¿Por qué fotografiar una boda? Las imágenes cuentan historias y cada historia es única. Ser tu fotógrafo no solo me hace registrar tu boda, sino que mi secreto es contar tu historia, tal como es: con cada lágrima y sonrisa que la haga realidad. Porque lo más importante es que cuando veas tus fotos, puedas volver al pasado y sentirte entregándote nuevamente al futuro, releyendo la historia que escribiste a través de cada fotografía. Más de lo que recuerdas, quiero que vuelvas a sentir todo: los mismos latidos, el mismo amor y toda esa ansiedad que pasa solo cuando dices: "¡Sí, acepto!"

O meu jeito de contar a sua história! Por que fotografar um casamento? Imagens contam histórias, e cada história é única. Ser o seu fotógrafo não me faz apenas registrar o seu casamento, mas o meu segredo é contar a sua história, do jeito que ela é: com cada lágrima e sorriso que a tornam real. Pois o mais importante é que quando você veja as suas fotos, você possa retornar ao passado e se sentir novamente se entregando ao futuro, relendo a história que você escreveu através de cada fotografia. Mais do que se recorde, eu quero que você sinta tudo novamente: as mesmas batidas no coração, o mesmo amor a palpitá-las, e toda aquela ansiedade que passa somente no momento em que se diz: “Sim, eu aceito!”